quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

EPITÁFIO DE UMA QUARTA DE CINZAS


Aqui jaz, não o homem.
Mas seu carro alegórico
abandonado no asfalto
após o desfile.

6 comentários:

Amanda disse...

O nome é sugestivo: "Quarta-feira de cinzas". És pó, e ao pó retornarás. Cinzas às cinzas, por que não numa quarta de cinzas?

Beijos poeta predileto.

Denise Guerra disse...

Oi Tácito, é engraçado que as tão famosas cinzas do carnaval sejam um amotoado de pedacinhos e tirinhas coloridas... Espero que tenhas aproveitado bastante o carnaval e que as cinzas sejam leves. Tem postagens novas nos meus dois blogs, apareça quando der. Abraços!

Guará Matos disse...

Em muitas situações o humano deixou de ser importante diante das alaegorias. O luxuosíssimo negócio colocou a forma humana apenas como complemento, entretanto, ainda se faz muito Carnaval pra gente!
"As águas vão rolar....".
Abraços.

jamesp. disse...

Bela metáfora.Acho que é isso mesmo.
Um abraço.

Mateus Araujo disse...

O mesmo que > Ressaca HASUHAASUASHASHUASHASUASHASU
Ficou ótimo =O
Abraçãoo

Wanderley Elian Lima disse...

Saudades e cinzas foi o que restou.
Abração