terça-feira, 26 de maio de 2009

D E S E J O


Ao atender teu chamado (convite)
entre tantos pêlos,
morre o mundo em mim.
Desfalece os ares
que iam para o sul.

Ao atender aos apelos
que trouxestes úmidos,
umedeçeu minha boca
esvaneçeu minha voz.
Difícil cantar desejos...

Morde meu pescoço,
conquista minha carne
em apenas um segundo.
Tomou conta do meu mundo,
me fez sentir bem fundo.

O gosto de seus lábios,
amanheceu nos meus.
É alegria senti-los
na volúpia de braços
e no desejo do paraíso.

T@CITO/XANADU