sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

SER MAIS QUE PEDRA


Pavorosa eternidade!
Até o gotejar de lágrimas
Tornam-se estalactites
Decorando o teto nu
De cavernas escombrosas

Sinto o tédio da ampulheta
Caindo sempre a mesma areia
Perco para os fungos
Que deterioram meu interior
Nem posso mais abrigar morcêgos

Montes de cinzas das bostas ácidas
Exalam gases luminosos
Fogo-fátuo dentro da noite
A crosta do chão mata as raízes
E as águas correm sem leito

Avalanche silenciosa
Um pouco a cada dia
Depositam pedras sobre o peito
Os dias seguem asfixiantes
Apenas bolhas explodindo na superfície

Estou na margem do desespero
Sem ponte e sem barco
Ainda que viesse, afundaria.
Não aprendi, ainda, a atravessar tormento
Sou hábil, apenas no delírio

Cresce a sedimentação da angústia
Espero pelo rictus, pelo raio
Que irá lascar
A pedra molhada
Deixando ver a face descarnada.

7 comentários:

Anne Lieri disse...

Texto forte,angustiante,mas lindo demais!Parabéns pela inspiração!Abraços,

Anônimo disse...

...essas letras foram as que um dia me fizeram parar para ler vc.

versos de dor intensa.

Maria Ribeiro disse...

SER MAIS QUE PEDRA... SER ESQUELETO ROLANTE, ESFORÇaDO, TENTADO A REVOLTAR-SE CONTRA AS ADVERSIDADES...MEU AMIGO: è o mesmo o angustiante problema com que nos debatemos, T@cito...
BEIJO DE LUSIBERO

Chá das Cinco disse...

É meu aniversário,vim aqui te trazer um pedacinho do meu bolo virtual.
Bjs

Graça Pereira disse...

É um poema forte...quase a visão do "depois" que angustia mas, nem por isso deixa de ser lindo, neste encaixe de palavras de significados a que já nos habituaste.
Um beijo
Graça

Silvana Nunes .'. disse...

Salve!
Muito obrigada pela visita e por seu comentário. Hoje a conexão está dando uma colher de chá, , estou conseguindo abrir alguns blogs menos carregado e deixar o meu profundo agradecimento - é muito bom poder contar com você. Aos pouquinhos eu vou dando conta de tantos amigos, de tantos comentários e de tantas leituras interessantes que aparece. Divulgar esse imenso país com suas belezas naturais e multiplicidades culturais é a minha verdadeira intenção, afinal ninguém pode amar aquilo que não conhece, não é verdade ? Eu me apaixonei pelo Brasil aos 12 anos de idade quando li Ariano Suassuna em "O Auto da Compadecida" - Chicó foi o meu primeiro amor..Penso que falta ao povo brasileiro é esse sentimento de pertencimento, de vontade de preservar o seu espaço lutando por um mundo cada vez melhor. Vemos tantas coisas na TV, escandalos de dinheiro em cueca, em bolsas, em malas e até na meia. Se essa raça de políticos amassem o Brasil e seu povo, isso não aconteceria. Com certeza que não. Porque eles só estão pensando neles próprios, dane-se quem vem atrás : farinha pouca, meu pirão primeiro, é o pensamento de quem não tem esse sentimento de pertencimento por uma nação tão linda, tão especial. Sim, porque aqui ainda é o melhor lugar para se morar. Por isso faço questão de divulgar a nossa cultura, o nosso povo, quem sabe um dia a ficha cai...Pode até ser uma ideologia, mas acredito que o melhor caminho seja a educação, o conhecimento.
Só sei que a coisa me parece estar dando certo, porque até já andei conhecendo alguns blogs iguais aos meus, a cópia é tão grande que até o layout e o corpo de letras são iguais - assim ninguém merece...
Que a Paz e o Bem estejam sempre com você e mais uma vez muito obrigada pelo seu carinho para com o meu trabalho.
Um grande abraço,
Silvana Nunes.'.
Saudações Florestais !

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,