sexta-feira, 30 de outubro de 2009

PINTANDO DÚVIDAS


Não sei se é
Amor
Ou
Minha vida que pede
Socorro

Se eu imaginar
Seu rosto
Estarei criando
Uma imagem
Um rosto

Sem a emoção
Da melodia
Sem a ternura
Sem ter a neura
Da ternura que eu devia

No entanto
Imaginarei seu rosto
Sim
Mas sem saber quando
Em que desgosto

Me atrevo numa pintura
Com um traço
Acendo um riso
Com uma sombra escura
Dou te semblante indeciso

Na tela baça da distância
Há muita tinta cor-de-cinza
Te deu estranha aparência
Não posso dizer, é isto
poderia ser um Freud ou um Cristo


4 comentários:

Layara disse...

... pra rimar com teu desgosto
talvez veja o rosto em agosto
se pintar um sorriso no rosto
quem sabe veja ao dia do teu gosto.

[pintamos na imaginação rostos com as nuances de nossos sentimentos, e cinza é uma cor sóbria e séria, calada e linda]


bjo!

Amanda disse...

A nossa imaginação é sempre muito fértil, imaginamos e sempre nos decepcionamos, é melhor deixar para comtemplar o quadro de um rosto que o pintor já viu.

Beijos em versos!!!

Sua poesia é linda.

Amanda disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,