quarta-feira, 24 de junho de 2009

O ESPÍRITO POÉTICO


Outro dia, em um programa de entrevistas na televisão, ouvi um pseudo-intelectual, afirmar que no Brasil tem poetas demais.
Ora, acho que ele foi infeliz em sua observação. Se ele disser que nesse país há muito ladrão, muito político corrupto, muita puta, muita miséria, eu poderia até concordar com ele. Embora, ele estivesse apenas constatando um fato óbvio.
Mas, os poetas, os poetas não...! Eles descansam dos aturdimentos cotidianos, dão ingenuidade, dão esperanças, põem nas almas aflitas um pouco de paz, um pouco de sonhos. As vozes dos poetas são, dentro do tempo, as vozes que sobem, eternas. A poesia nos dá sentido, mas digo isso apenas por paixão.
Aqui, apenas aqui, estou defendendo uma posição jamais tomada pelo simples prazer de defender posições com palavras, pois as palavras se encontram naquela parte da mente onde estão os homens da terra.
Não é mais necessário discutir poesia. Mesmo que haja uns homens contra outros homens, não podemos sair daqui, é mais válido cultivar a memória, para isso a poesia se faz.
Pouco interessa se é moderna ou não, se é rimada ou não, se é romântica ou não, se é métrica ou não, se é ou não poesia. Não me perguntem o que importa - isso não importa. Faltei ao dia do meu batismo. Lirismo na veia, fosse a prosa em pó eu a comeria feito farinha. Não sei bem quanto já escrevi, nem quando, nem como. Mijo no pé desse muro branco que é esta página, com um desdém rebelde, porém inocente.
Os intelectuais atuais supõe que a insegurança e o insucesso decorre da mediocridade do século. E é o inverso, a mediocridade decorre da indisposição do intelectual para acolher os novos anseios da humanidade. Pois nosso século (XX) nunca foi tão clamoroso. Falta tempo para estar em todas as suas nuances. Chega de conservação! O silêncio basta para os museus. O homem moderno é explosivo, seja pela bomba ou pela liberação da energia corporal. A miragem já não cabe ao lado do homem, que não quer chegar pela via do engano ou mesmo por atalho, mas pelo primeiro passo.
Poderei não atear fogo no mundo com a minha poesia, mas poderei acender uma chamazinha de desejo e sanha, que não consegui por palavras outras, não tão bem ditas na mudez do ato.
O mundo é o que é, sons, imagens, terremotos, o que resvala. A palavra, a poesia - apenas o supra-sumo. Ou o supra-senso, né Guimarães Rosa?



"Salve lindo poema da esperança.
Salve versos ao gosto da paz..."


T@CITO/XANADU

6 comentários:

Alvaro Oliveira disse...

Olá amigo

a esse pseudo-intelectual, eu o denominava com um outro nome que a minha formação não me permite dizer. Mas os pobres de espírito
também são livres de se exprimirem,
ainda que só saia asneira ou entre mosca quando abrem a boca.

O meu aplauso pela postagem.

Um abraço

Alvaro Oliveira

Layara disse...

Perfeito!

Faço minhas tuas palavras.

Em cada tempo Poetas diferentes, hoje rasgamos,construimos parágrafos com liberdades antes veladas.
Hoje podemos rimar Tesão com emoção, sem falso pudores. Sibilamos sílabas eróticas, ou sensuais, sentidas, doloridas,magoadas de forma branca e branda. Sem rimas, sem seguir escolas literárias. Pulsamos Poesia.
Oxalá, todos tivessem em suas veias, a impulsividade da poesia de Rimbaud.

Aplausos ao teu pensamento intenso.

Um beijo Lilás!

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Fiquei arrepiada com esse seu texto. Que desabafo mais cheio de sentimento dentro dele. Poucos poetas têm a força nas palavras dessa forma. Poucas pessoas têm esse grito que sempre vai ser de alerta. A escrita sempre vai ser a forma de tocar a alma. A palavra além de força, consegue fincar todo tipo de sentimento no nosso coração. E que continuem expressando o sentimento de toda forma, mas que seja relacionado ao amor, porque só ele move o mundo e a vida.

Amei tudo nesse seu texto.

Que sua noite seja de luz!

Rebeca

-

Vivian disse...

...bom dia poeta 'nelvozo'!! rss

penso que a vida, o pulsar
de um coração,
as malhas invisíveis de
um pensamento simples,
a brejeirice de um olhar
humilde, as pétalas de um
girassol em meio ao pântano,
um gesto de carinho,
uma oração silenciosa,
tudo isso é poesia.

e duvido que exista um mortal
neste mundo, que não tenha
se apercebido uma vez sequer
de um gesto destes...

logo...
a vida é poesia...

belíssimas questões
deixastes lá em casa...

assim meu cantinho ficará
erudito...rsss

adoro

bj meu

Deusa Odoyá disse...

Meu anjo amigo.
Concordo com todos os depoimentos dos nossos colegas blogueiros.
Uma infeliz entrevista , esse senhor deu.
Os sonhos são o alimento da alma.

Falando do que mais puro existe na face da terra , que somos nós os POETAS...
Quem vive num mundo onde os sonhos não tem vez.
Beijinhos doces, meu anjo amigo.
Regina Coeli.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,