sexta-feira, 3 de abril de 2009

POETA SAMARITANO




Alçar poeta, na tua rima,
o vôo mais alto tú hás de.
E do alto, bem de cima
mergulhar no mais fundo do ser.


Reparta comigo, ao modo de irmão
os teus versos amigos,
tua água clara, tua emoção.
Deixemos emergir segredos sucumbidos.


Não importam as crenças,
nem as raças, nem diferenças.
Vem, segura minha mão...
Dividirei contigo meu minguado pão.




Um comentário:

Mai disse...

Olá, Tacito.

Vim deixar-te um abraço. És um dos seguidores do 'inspirar-poesia'.

Esditarei teu link por lá.

Abraços,

Mai