sexta-feira, 27 de maio de 2011

O OLFATO DE FATO !





Não é o tato, é o olfato.
É o cheiro, o odor que decide tudo.
Sinto o perfume do corpo,
Da alma,
E me entrego.Ou não.
O olfato me guia
O olfato é minha bússola
Atravéz do nariz
Encontro caminho pra ser feliz...

Tácito

4 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

E existem cheiros, que nunca nos esquecemos.
Abraço

lucidreira disse...

É através dele que chegamos ao almiscarado cheiro dos peixes.
Abraço

Guará Matos disse...

E daqui eu sinto o aroma.

Abraços.

Giane disse...

Querido Tácito;

Podemos escapar de tudo. Da visão, do toque, do sabor, do olhar. Mas dos cheiros... Impossível. Bastou sentí-los e lá estamos nós tocando momentos, saboreando gostos, olhando cenas passadas e sentindo todas as sensações por elas novamente provocadas.

Sempre Bom, contar com Sua Presença Amiga e sempre que puder, passarei aqui. Aprecio muito Seus Inspirados Poemas e Linda Poesias.

Beijos mil!!!