segunda-feira, 9 de maio de 2011

L E M B R A N Ç A S

A lua treme
com medo
refletida nas águas do paranoá
ondas pequenas
levam...
e trazem...
Lembranças tuas
até mim.


Antes da lua sair de cena
meu ego
dormente?!
descobrirá (espero)
não ser
Deus

Tácito

4 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Tomara que as lembras, não lhe deixe esquecer de suas constatações.
Grande abraço

Guará Matos disse...

Sempre as lembranças....

Abraços.

Solange disse...

saudade é assim, como maré...

você escreve lindamente o que nasce dentro da gente...

beijo amigo querido...

Gabriele Fernandes disse...

Muito profundo, verdadeiro e lindo!