sexta-feira, 11 de março de 2011

ILIMITADO

Curiosa displicência!
Lentamente
Muito lentamente
Abriste meu livro
Olhastes os versos
E leste o poema


Foi então que as palavras
Se tornaram o limite
Do seu mundo.

Tácito

5 comentários:

Guará Matos disse...

Porra, essa foi de arrepiar, hahaha!
Show!

Abraços.

Wanderley Elian Lima disse...

Simples e lindo.
Abração

Amanda disse...

"Foi então que as palavras
Se tornaram o limite
Do seu mundo".

Foi exatamente isso...

Beijos!!!

Faces de Mulher disse...

Lindo seu espaçoT@CITO...
SAUDADES DAQUI E DOS AMIGOS COMO VOCÊ...
Ler você é bom e simples de compreender...
Basta ter amor na alma...
Lindo poeta!!!
BJKS
;)
Chrys

Faces de Mulher disse...

Eu que agradeço...
Um lindo sábado meu AMIGO!!!
BJKS
;)
Chrys