sexta-feira, 17 de setembro de 2010

L O G R O


INVENTO TUDO...
Você e Deus
Beco sem saída
Baco sem bebida
Valores que breve valem.

Palavras que se soltam com a cumplicidade da pena.

INVENTO...
Sinos e ave-marias
Viajem às estrelas
Luvas para as mãos frias
Beldades nuas deitadas em esteiras...

Nos atos que ditam a escrita!

INVENTO...
Poesia que se joga ao vento
Consciente e demente
De uma história subliminar
P´ra pensar e ler devagar.

A raça do homem é escrita em pão!

INVENTO...
A mim mesmo escravo dos meus exortos.
Resignado em ser covarde
Em não ser o sonho de ninguém
Traidor do meu próprio coração!...


T@CITO/XANADU

6 comentários:

Guará Matos disse...

Seria o mundo uma criação, ou uma inveção?

O que seria, o que será?

Abraços.
________

Só para lembrar que hoje às 22 horas o BLABLABLA NO TELECOTECO/ blablablanotelecoteco.blogspot.com/ abre suas portas para o início das entrevistas e depois uma canja musical com um grande astro da MPB.
Não deixe de conhecer a arte circense na mais alta qualidade.
É hoje, 10 da noite.

Lua Nova disse...

Também eu, faz bastante tempo, tendo inventar pra mim que tudo está bem, que sou feliz, que isso é tudo...

Resignada e covarde... vc pôs o dedo fundo na ferida do meu coração...

Beijokas.

Solange disse...

Tácito querido....

que belo...

sabe que me lembrei de Fernando Pessoa em :

o poeta é um fingidor,
finge tão completamente,
que chega a fingir que é dor,
a dor que deveras sente...

beijo amigo querido...

adoro suas palavras....

Domingos Barroso disse...

Há de se ter a coragem
dos loucos para sorver
da Poesia todo o seu
absurdo e encanto.

Poema intenso.

Forte abraço,
camarada.

lusibero disse...

OS TRÊS ULTIMOS VERSOS SÂO DRAMÀTICOS E PARATEATRAIS...ES EGOÍSTA... há quem te ame no azedume que transpiras...
BEIJOS
Mª ELISA

mARa disse...

rssss...gracias! me encanta tus palabras y por supuesto algo mas, entre mis versos y el tuyos.

Besos cariño!

Meu Anjo, isso ficou maravilhoso, m A R A...rsssss...combina comigo...

Obrigada pelo carinho de sempre, estive meio assim...mas agora estou bem assim...Bem! com a alma sorrindo!

Paz e LUz! (lembro que uma vez Voce escreveu algo sobre eu sempre te desejar muita LUz! é um desejo sincero mesmo, mesmo!)

(sou prolixa, sabe disso e como Você, adoro os parêntesis, parece que funcionam como uma confidência...e nada termina com nossas reticências, enfim.)