domingo, 9 de agosto de 2009

AO MEU PAI


Hoje... Depois dos sonhos,
acordo e olho você,
com ternura, com amor.
Penso em tudo, recordo de tudo
e você...
Carinhosamente me sorri!
Assim, renasço para o amor a cada nova manhã
e sinto como que você sempre esteve aquí ao meu lado
sem o saber, sem o sonhar.
PARABÉNS !

Paulo Tácito