terça-feira, 3 de março de 2009

POETASTRO


Quis um dia ser poeta
não consegui mais que versejar,
tenho muito que aprender
não posso apenas recitar.


Meus versos-de-pé-quadrado,
tem entendimento limitado.
Sílaba de mais, sílaba de menos
pareço um iletrado.


Nem Grego ou Latino,
grave ou arcaico,
heróico ou cataléptico.
Ora escatológico, ora libertino.


São versos livres,
brancos e soltos
sem métrica,sem rima,
falo de lágrimas,flores e voos.